Saltar para o conteúdo

João Penetra Murcho

Setembro 29, 2013

João Penetra Murcho

Onda gigante azul….lol

Setembro 24, 2013

Onda gigante azul....lol

Aguiar vai mudar

Setembro 24, 2013

Vivo em Aguiar já vai para 9 anos, assisti a três combates políticos, um em que não participei porque não era ainda eleitor e dois em que participei por vontade própria, porque senti que este concelho precisava de mudar, emprestei o que sei, nunca deixei de ser original e de dar ideias a toda a gente, independentemente do quadro politico e isto tudo porque um dia decidi fazer aqui a base para a minha vida.

Tenho 3 filhas, duas Aguiarenses, outra que não conheceu mais sitio nenhum, estudam todas no concelho de Viana do Alentejo por opção, vivem aqui os seus dias, têm aqui os seus amigos e sentem Aguiar como qualquer Aguiarense de 80 anos, não o são menos, nem nunca o vão ser, porque lhes ensinei a criar raízes.

Assim tenho a consciência de que tal como eu, no futuro, tudo farão para ver o seu concelho e a sua freguesia a caminhar para um sítio melhor e por isso mesmo aprenderam que o conformismo é uma ideia do passado e que os clubismos levam à exclusão. Aprenderam que tudo o que nos une nos faz mais fortes e a acreditar na sua própria individualidade.

Naturalmente que as minhas filhas, não pertencem à geração da casa de banho pública. É verdade, já nasceram com a possibilidade de poderem ir à casa de banho na sua própria casa, tal como a maioria dos Aguiarenses, senão mesmo todos. Assim deixo uma pergunta aos candidatos da CDU pela freguesia de Aguiar, para quê tanta casa de banho?

Ainda ontem estávamos sentados à mesa e a minha filha mais velha perguntou em quem eu ia votar nas eleições aqui em Aguiar e foi exatamente nesse momento que eu senti que devia mesmo votar e explicar-lhe o que era o voto consciente.

Assim comecei por explicar-lhe primeiro que os partidos nada tem que ver com os clubes de futebol, dei o meu próprio exemplo, já fui militante do PSD, votei muitas vezes no PSD, mas também já votei PS em Viana do Alentejo e CDU em Évora, não tenho quaisquer complexos de voto, voto nas pessoas e no que acredito que podem fazer e aproveitei para lhe explicar que as pessoas que se servem da politica para serem alguém, são normalmente pessoas sem capacidade e sem ideias e que as pessoas que vão para a politica porque a politica precisa delas são exatamente o contrario. E que para se estar na vida, para nos podermos mostrar aos outros como um exemplo, não basta dizer que gostamos de azul e que toda a gente gosta de azul, cabe a cada um de nós procurar a sua cor e fazer os outros acreditar que a cor ideal existe.

E em quem vais votar pai?

O pai vai votar nas pessoas que depois de serem alguém, depois de procurarem o seu caminho, depois de darem a mão aos seus amigos, independentemente da força politica que os move, decidiram fazer uma candidatura para a junta de freguesia de Aguiar.

E quem são?

O Alexandre, o José Luis e a Filipa, entre outros, mas são estes que vão à frente.

E porquê?

Porque para mim representam o que eu mais respeito, a independência, a solidariedade, a originalidade e a vontade. Sei que essa foi a razão da sua escolha e representam juntamente comigo e com outras pessoas que se querem muitas a votar no dia 29 de Setembro de 2013, o momento da mudança em Aguiar. Um género de, basta de casas de banho.

Mas reduzir este direito do voto ao “basta de casas de banho em Aguiar”, não é justo para com a candidatura pelo PS em Aguiar, na realidade reconheço a todos os candidatos que envolvem esta candidatura características únicas que os diferenciam dos demais, até porque o filme que estou a ver nas listas da CDU já se passou à 8 anos atrás e foi mau demais.

Conheço o Alexandre desde que para cá vim, é um líder, somos amigos, reconheço-lhe trabalho e honestidade, é um amigo de Aguiar, adora a sua terra e os seus amigos, é dirigente político na concelhia de Viana do Alentejo e representa uma mais-valia na hora de unir os apoiantes do PS, em relação ao José Luis Rocha, é naturalmente a pessoa que mais vende Aguiar, é um blogger de méritos reconhecidos, altamente dinamizador e criador de eventos que enchem a vila de Aguiar de gente que vem de fora, uma pessoa de mente aberta e sem complexos, O José Luis Rocha é um homem com tempo que vai dedicar na integra à vila de Aguiar. E a Filipa, minha vizinha aqui no bairro novo até há bem pouco tempo, a Filipa representa o que eu gostava de ver nas minhas filhas, o método, a vontade e a abnegação de sonhar ser mais sem sair da cá. Esta é uma lista cheia de coerência, com pessoas capazes de fazer algo diferente por Aguiar, não tenho a mínima duvida.

No domingo dia 29 de Setembro de 2013, vou votar PS na freguesia de Aguiar pelas razões óbvias. Acabou o conformismo na Vila de Aguiar, toca a acordar, Aguiar vai mudar.

 

Bom trabalho Alexandre, José Luis e Filipa!

O acidente

Setembro 20, 2013

Vamos supor um cenário, no próximo dia 29 de Setembro de 2013, João Penetra e as seis pessoas que votam nele, isto já incluídas as pessoas que enchem as listas da CDU para o concelho de Viana do Alentejo ganhavam as eleições porque o boletim municipal foi distribuído em plena campanha eleitoral. Vamos admitir que a queixa apresentada pela candidatura da CDU era validada por um tipo qualquer na Comissão Nacional de Eleições, o tipo lia aquilo e metia lá um carimbo a dizer aprovado, agora a população do Concelho de Viana vai ter que mamar com os gajos.

Vamos admitir o cenário em que eramos governados pelo Ex-presidente da Camara de Alvito, beato de sacristia, duplo da cruz vermelha, coadjuvado pelo anticristo dos Açores e pelo Pedro de Aguiar, para que fique registado, bom moço no trato.

É sempre aqui que me fico, antes de qualquer coisa, mesmo antes sequer de pensar no trabalho que foi realizado pelo atual elenco na Camara de Viana é meritório de um aplauso. No fundo sou como a maior parte das pessoas, tenho sempre a tendência de ficar a imaginar o acidente, neste caso até arriscaria a dizer que gostava de poder ver o acidente.

Mas passemos à frente, na realidade pouco posso dizer da candidatura da CDU, reconheço a capacidade do Dr. João Penetra em tomar posses em cargos políticos e associativos, pelo que até aqui tudo bem, também lhe reconheço a experiencia em termos de demissão dos cargos que tem ocupado, ao não ter acabado o mandato na camara de Viana do Alentejo e agora esta fuga de Alvito, local onde vai deixar saudades ao senhor que vende pneus e a duas senhoras já incontinentes, por isso prevejo um acidente cheio de estilo, tipo, tudo dentro do mesmo carro e mesmo antes de bater, ver o maroto a saltar pela janela a acenar e a cantar, “o povo unido vai ficar todo moído”.

Na realidade estamos perante duas candidaturas muito distintas, uma que aposta na continuidade do bom trabalho ao serviço da população do concelho de Viana e outra que vem daqui e dali a ver se tem pouso aqui.

Tenho estado à espera da festa de despedida que o povo de Alvito preparou para o Dr. Penetra, aquela que ia ter um discurso de saudade, aquela em que as pessoas lhe iam pedir para ficar mais um mandato em Alvito, mas compreendo que por motivos de agenda não possa ser realizada. Na realidade reconheço coragem nesta candidatura da CDU, lutar contra o Bengalinha numa altura em que este mostra o maior volume de obra feita num mandato em Viana do Alentejo, mesmo com todos os constrangimentos que existem no país a nível económico, não está ao alcance de qualquer um.

 

Até parece que os estou a ver em plenário:

Presidente lá da cena da CDU – Camaradas, quem é que se vai queimar para Viana do Alentejo?

Rapaz forte – Vou eu!!

Presidente lá da cena da CDU – Foda-se Estevão, és sempre tu a mamar???

Rapaz forte – Pronto vai o fuinha.

Fuinha – Estive aqui a ler no diário da república e posso ser eu

Presidente lá da cena da CDU – Mas tu estas em Alvito

Fuinha – lol

Presidente lá da cena da CDU – lol

Rapaz forte – Olha leva a anticristo dos Açores

Fuinha – foda-se!

Presidente lá da cena da CDU – aprovado!

Rapaz forte – Cona da mãe e por Aguiar?

Presidente lá da cena da CDU – Um que tenha a família grande.

 

E pronto está feito, é assim, depois de uma longa meditação, fez se um almoço e arregimentou-se a malta, a “marca” CDU, preparou uma equipa boa a ler diários da república e outras coisas, são uns sofistas do apocalipse.

Já os estou a ver de volta dos Diários da Republica a ver se podem lixar alguém, estou a imaginar a volta que vão dar no município e aquelas reuniões de Camara com agua benta e exorcismos, livra te disso Pedro, livra te disso.

Mas a democracia é assim, há que eleger um representante, porque se não fosse necessário a esta hora já tínhamos o Dr. Penetra sentado na cadeira do Bengalinha, tipo rato com uma pasta na mão e o boletim municipal na outra a gritar, em Alvito nunca mais me apanham.

E é isso que me entusiasma nestas eleições, perceber quantos votos vai ter a candidatura da CDU, se vai passar a barreira emocional dos 6 votos, ou se por alguma razão absurda chega aos 15 ou 16. Senão vejamos, temos um parque escolar novo, um município eficaz no atendimento ao munícipe, um presidente presente e aberto à população, uma força politica bem articulada com o poder central que tem trazido para o concelho mais-valias muito importantes. Revitalizou grande parte das artérias em más condições, promoveu o embelezamento das vilas, foi garante da promoção do desporto ao ajudar a financiar grande parte das infraestruturas das associações, nomeadamente o enrelvamento dos campos de futebol. Há finalmente projetos concretos para Aguiar e para Alcáçovas e neste momento estamos a assistir à grande obra deste executivo, a requalificação do centro histórico de Viana do Alentejo. Fez mais o Bengalinha em 4 anos muito complicados do que o anterior executivo em 12 no tempo das vacas gordas. E não estou a falar só de obra, também falo nos aspetos culturais e recreativos. E é neste cenário, em cima da feira d’Aires que habitualmente sai o nosso boletim municipal, é assim desde sempre e até aqui, no boletim municipal se podem ver as grandes diferenças, o boletim é hoje uma bandeira plural e não apenas uma ferramenta de arremesso politico, é feito para a população e tornou se num documento valido para a democracia representativa.

É este mesmo boletim que veio trazer a esperança ao Dr. Penetra e á sua equipa, um dia no meio de um nevoeiro, o Dr. Penetra foi à caixa do correio e zás, lá estava o bicho, uma publicação municipal que eu esperava ansiosamente pelas razões exatamente opostas às do Dr. Penetra. Onde eu vi informação o Dr. Penetra viu oportunidade.

Temos portanto aqui dois homens, um como nós e outro que é politico, vais votar em quem?

Força Bengalinha!

Setembro 19, 2013

Bengalinha Pinto, um candidato, um projecto, um voto!!

Abril 16, 2013

Por Frederico Nunes de Carvalho no Alcáçovas

 

Este texto foi devidamente ponderado por todos os motivos que exigem serenidade e reflexão no apoio a um candidato, mas sobretudo por fazê-lo a alguém que foge significativamente à minha matriz ideológica. Acresce neste âmbito que um candidato autárquico é muito mais a pessoa, a equipa e o projecto do que o apoio partidário que traz na sua rectaguarda. No caso de Bengalinha Pinto, da sua equipa, do seu mandato em curso e da sua já anunciada recandidatura o trabalho desenvolvido e o projecto apresentado falam por si e são naturalmente e inequivocamente um estímulo para mim enquanto cidadão no desafio autárquico.

Sobre a candidatura de Bengalinha Pinto como independente apoiado pelo PS, apraz-me dizer que em boa hora Viana do Alentejo contou com este gestor autárquico. Confesso que o conheci após a sua vitória nas autárquicas de 2009, mas esse conhecimento foi-se consolidando, transformando-se numa amizade e profunda admiração por todo o trabalho desenvolvido em prol do concelho e igualmente pela estratégia que gizou para o seu futuro. O que vinha de trás era um bafiento executivo comunista que teimava em abrir as portas do desenvolvimento ao concelho, fazendo meras obras de regime, muitas delas completamente desnecessárias e inoperantes apenas para marcar um cunho do seu mandato com obras faraónicas de betão. Criou muitas infraestruturas de lazer para jovens quando o que este concelho vinha precisamente perdendo era a aposta no futuro e nos seus jovens. Não vale a pena construir uma casa pelo telhado e Bengalinha Pinto preocupou-se e ainda se preocupa em criar condições para que a economia local seja revitalizada e que a iniciativa privada seja bem-vinda e próspera dando desta forma melhores bases para um futuro sustentável do concelho. Não lhe interessa o oportunismo de ter a sua edilidade como o principal empregador do concelho, nem o populismo e a tentação de acatar as solicitações de inúmeras associações e entidades locais como forma de comprar a posteriori o seu apoio eleitoral, como foi sendo regra no passado. Criou uma vasta plataforma de entendimento e de discussão sobre a economia local (GADE), estimulou a parceria entre associações para rentabilizar os seus horizontes, redimensionou iniciativas criadas no passado, mas adaptadas às novas exigências económicas, apostou na melhor qualificação técnica e na informação dos seus munícipes, aprofundou a sua aposta nas actividades lúdicas e culturais rentabilizando os espaços concelhios para o efeito, empreendeu um massivo apoio de âmbito social, também este resultado directo da crise que se atravessa, criou marcas âncora para o concelho como são disso exemplo os chocalhos das Alcáçovas e a olaria de Viana do Alentejo, prossegue a indispensável renovação das infra-estruturas básicas de saneamento, apropiou-se como devido interesse do projecto do Paço dos Henriques e prepara-se para finalizar umas das mais importantes ferramentas para o desenvolvimento do concelho que é o PDM de Viana do Alentejo. Admito que não foram ainda alcançados os melhores resultados possíveis ou desejáveis, no entanto acho que é este o caminho, trilhado com seriedade, ponderação, trabalho e muita esperança no futuro do concelho. E assim Bengalinha Pinto vai seduzindo muitos cidadãos e eleitores como eu que, ao contrário do vetusto passado, ignorou as tentações megalómanas e estéreis apostas, para dar uma real dimensão ao concelho e aos seus horizontes futuros.

Se há alguma área onde gostaria de ver o executivo de Bengalinha Pinto apostar mais na área económica era sobretudo no apoio à actividade agrícola pela sua importância no desenvolvimento económico local e da empregabilidade no concelho, bem como na área do turismo e, neste segmento no turismo cultural pelas quase inesgotáveis oportunidades que há para desenvolver e rentabilizar em prol de um desenvolvimento sustentável. A aposta na área da Cultura será algo que irei desenvolver mais adiante, pela importância estratégica que julgo que poderá vir a ter no estímulo ao turismo e consequentemente à economia local.

Dito isto, não gostaria de terminar sem fazer um apelo às estruturas locais do PSD e CDS-PP para que se unam verdadeiramente em prol do concelho e nesse diapasão, reconhecendo o bom trabalho desenvolvido pelo actual executivo e admitindo igualmente que será muito difícil reunirem algum candidato que possa ombrear com Bengalinha Pinto, encetam um apoio conjunto à sua candidatura dando uma cabal demonstração de seriedade e objectividade em política, actualmente tão gastas pelas duvidosas opções dos nossos dirigentes político-partidários. Sou democrata-cristão e não me custa nada apoiar desta forma uma candidatura que me parece séria, determinada e sobretudo capaz de dar ao concelho um novo rosto, preocupada com a fixação de gente no concelho, com o estímulo à economia, da qualificação e educação dos seus munícipes e de uma solidariedade social para com quem mais necessita. Neste momento não me parece oportuno, nem justificável sequer que existam candidaturas provenientes do espectro político da Direita em Viana do Alentejo, pelo trabalho desenvolvido pela actual equipa e até pela eventualidade do voto útil utilizado na candidatura de Bengalinha Pinto para fazer face a outra forte candidatura proveniente do PCP poder dar resultados residuais e desoladores para as possíveis candidaturas de CDS-PP e PSD.  Assim, exorto os responsáveis políticos a medirem bem as virtudes de novas candidaturas, quando neste momento existe já uma fortíssima opção, espelhada em Bengalinha Pinto, um candidato, uma equipa e um projecto!!

Entrevistas improváveis

Abril 2, 2013

 

Repórter PB – Como classifica o mandato de João Penetra em Alvito nestes 3 anos e picos que passaram?

Munícipe de Alvito – Bom, muito bom para as pessoas, ri-se muito e ajuda muito nas passadeiras

Repórter PB – Acha o candidato bonito?

Munícipe de Alvito – Gosto mais sem óculos, mas tem a sua graça, é pequeno, os candidatos pequenos têm muita graça

Repórter PB – Se soubesse que o candidato vai abandonar a Camara de Alvito para se candidatar à Camara de Viana do Alentejo, que diria?

Munícipe de Alvito – Diria que vai ajudar muita gente nas passadeiras e qua vai cá fazer muita falta nas associações de reformados. Agora que me diz isso, até fiquei com vontade de ir viver para Viana.

Repórter PB – Acha que a saída do Presidente Penetra da Camara de Alvito tão prematuramente vai trazer alguns transtornos à circulação de peões nas passadeiras?

Munícipe de Alvito – Certamente que sim, o João Valério é bom a dançar o fandango, mas nas passadeiras não tem dado muito nas vistas, Alvito vai perder um grande homem que contava com ele não sei bem para quê, mas era uma simpatia, uma vez ficou ao meu lado na missa.

Repórter PB – Acha que a Camara de Alvito vai ficar à deriva durante estes últimos meses de mandato sem o camarada Penetra?

Munícipe de Alvito – à quê?

Repórter PB – À deriva

Munícipe de Alvito – Não sabemos ainda, na realidade sinto alguma ansiedade, acho que vou tomar um diazepan e dormir um bocado

Repórter PB – Se o Candidato Penetra se recandidatasse outra vez por Alvito, votava nele?

Munícipe de Alvito – É pra dizer que sim?

Repórter PB – É para dizer o que quiser

Munícipe de Alvito – Não sei, a CDU é que depois mandava dizer para a gente saber em quem votar.

Repórter PB – Já votou alguma vez sem ser na CDU?

Munícipe de Alvito – Sim, uma vez na APU e outra no PCP, sou muito independente no voto.

Repórter PB – Olhando agora aqui para o concelho de Alvito, acha que o Presidente Penetra deixa alguma marca

Munícipe de Alvito – Claro que sim, na estrada de Viana estão lá duas travagens dele à chegada, as outras são arranques quando parte.

Repórter PB – Muito obrigado pela entrevista concedida

Munícipe de Alvito -Eu é que agradeço, boa sorte ao Sr. Penetra, boa sorte nesta campanha para ganhar a Camara de Alcáçovas

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 473 outros seguidores

%d bloggers like this: