Saltar para o conteúdo

© MdAT

Setembro 17, 2009

o homem do leme red

o homem do leme, 2009
pixels sobre lcd, 600 x 600pixels
peixebanana, Viana do Alentejo
© MdAT obrigado por ajudar a divulgar o movimento surrealista no concelho de Viana do Alentejo, é um prazer ter comentários destes no peixe banana.
“O alegre concelho de Viana do Alentejo aderiu ao movimento surrealista.
A adesão já foi, de resto, aprovada em Assembleia Municipal, aguardando-se a sua homologação em Conselho de Ministros e a sua posterior publicação pelo presidente da República.
A própria circunstância de Viana o fazer com quase cem anos de atraso é, também ela, uma atitude surrealista. É a primeira vez que um concelho, por grosso e atacado, adere a esta forma de expressão escrita, plástica e política. Outras regiões portuguesas já o tinham tentado, como a Região Autónoma da Madeira ou o Município de Felgueiras, mas apenas o concelho de Viana do Alentejo logrou inscrever-se na história de Portugal como o primeiro concelho administrado por políticos surrealistas, promovendo políticas totalmente desprovidas de quaisquer rigores lógicos e positivistas.

Recorde-se que esta adesão ao outro lado do real começou há uns anos largos, com a apropriação do astro-rei pelo Rei-Sol, ficando aqui todo o sol do Alentejo, aos outros concelhos cabendo a mais profunda das trevas. Na origem deste fetiche terá estado uma aula de teoria da psicanálise, ministrada em Beja, onde se falou durante cerca de quinze minutos de Sigmund Freud, como se sabe um dos pais da obstrução onírica pelo surreal.
A próxima iniciativa surrealista, de resto já em curso, será a cobertura total do concelho com betuminosos de cor preta, em sinal de luto e protesto pelo facto de o governo ter injustamente deixado Viana fora da área submersa pela barragem de Alqueva. Como é sabido, era velha aspiração de alguns políticos do nosso concelho que aquela barragem também nos tivesse deixado surrealmente encharcados, obrigando, como no caso da Aldeia da Luz, à construção de uma nova vila no cabeço de S. Vicente, o que certamente teria trazido grande gozo e prazer a alguns dos nossos queridos patos-bravos. Qual messiânico Quinto Império, só assim e apenas assim Viana se poderia cumprir no seu desígnio pessoano de ilha. A cor negra, já presente no brazão municipal, vai também ser celebrada no futuro hino conçelhio, estando a decorrer negociações com os Rolling Stones para a utilização de uma das suas mais interessantes canções, Paint It Black:

“I see a red door and I want it painted black
No colors anymore I want them to turn black
I see the girls walk by dressed in their summer clothes
I have to turn my head until my darkness goes
I see a line of cars and theyre all painted black
With flowers and my love both never to come back
I see people turn their heads and quickly look away
Like a new born baby it just happens evry day
I look inside myself and see my heart is black
I see my red door and it has been painted black
Maybe then Ill fade away and not have to face the facts
Its not easy facin up when your whole world is black.”

Notícia de última hora: consta que um grupo subversivo de cidadãos, adeptos dissimulados do hiper-realismo, se prepara para pintar, a partir do próximo dia 11, o conçelho de cor-de-rosa, deixando aqui e ali uns promissores laivos cor-de-laranja. “

© MdAT

visto em comentários a Surrealismo Concelhio
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: