Saltar para o conteúdo

um semestre á rasquinha

Abril 14, 2010

Passados que estão seis meses do novo elenco ter tomado posse no município, penso que já é altura de se poder fazer uma pequena avaliação das mudanças tão apregoadas durante a campanha eleitoral, tendo como é obvio em consideração o pouco tempo que o executivo leva á frente do município, não seria leal a mim próprio se o deixasse de fazer, afinal esta é bandeira do peixe banana.

Claro está que a minha opinião é formada pelo que se ouve, pelo que lê e pelo que vê, e pela profunda vontade que me levou a apoiar esta candidatura publicamente e sem qualquer segunda intenção.

Para começar nada como relembrar que nesta candidatura votaram pessoas de todos os quadrantes políticos que na sua maioria estavam fartos da anestesia que se instalou no município e que acabou por contaminar todo o concelho, incluindo a fraca campanha eleitoral da CDU. Eu tal como muitas pessoas que apoiaram esta candidatura não votamos no Partido Socialista, votamos no Bengalinha, no João Pereira, no Paulo Manzoupo e na restante equipa, e na sua vontade para mudar.

Assim achei que deveria fazer uma breve avaliação completamente subjectiva, até porque é uma opinião pessoal. E deixar espaço aberto para quem quiser comentar, rebater ou simplesmente mandar umas bocas.

Assim decidi ordenar a coisa pelos principais pelouros ou áreas de actuação dos eleitos:

 

Educação

Como seria de esperar e porque seria uma tarefa hercúlea, a educação ainda não foi definitivamente assumida pelo município no que diz respeito ao ensino pré-escolar e ao básico, no entanto a relação entre o agrupamento escolar e o município melhorou e penso que desta relação podem nascer as sementes da futura gestão escolar feita pelo município. Bengalinha Pinto tem estado á altura neste aspecto, revela como sempre muita atenção a este aspecto e principalmente às desigualdades económicas que possam levar à exclusão. Tenho noção plena que existe aqui um caminho que começa a ser construído com bases sólidas e que tem tudo a ganhar com a boa relação entre instituições, a este factor não é alheia a ajuda do conselho executivo do agrupamento escolar na pessoa da sua directora.

 

Acção Social

O tempo que passou ainda não deu para se poder analisar esta área de actuação, sendo que na minha opinião se mantém o que existia e que até funcionava, era talvez o ponto mais forte do anterior executivo a par de outros que se podem relacionar.

 

Cultura e ciência

O aspecto cultural melhorou bastante. Mesmo sem a apresentação de grandes cartazes, o publico tem enchido o cineteatro de Viana, nota-se que esta envolvência começa a ter alguma consistência e que há continuidade e futuro na promoção da bela sala de espectáculos de Viana. No futuro e principalmente nas festas das Vilas veremos se a cultura vai ser para todos ou só para os privilegiados do frum frum, pimba pimba, toma lá dá cá.

 

Tempos Livres e Desporto

Sei pouco deste aspecto, sendo que fiquei muito satisfeito por ver aulas de ginástica no pré-escolar e ainda mais pelo contentamento que isso traz aos alunos que por norma não se esquecem nunca do dia da aula. Tem havido também alguma actividade como foi o caso do Viana Chalenge e de outras iniciativas para os mais idosos que não passaram despercebidas, francamente a mim parece-me que estamos no caminho certo com tão pouco tempo passado.

Uma nota para a continuação do bom trabalho da oficina da criança em Viana, é importante e é uma mais-valia para as nossas vilas, pena que não haja aqui uma em Aguiar.

 

Promoção e desenvolvimento

Pouco ou nada se sabe fora do município, são no entanto áreas muito sensíveis que devem ser meticulosamente cuidadas, provavelmente se houvesse maior promoção eu já saberia alguma coisa sobre este tema.

E o plano estratégico?

 

Habitação, Ordenamento do Território e Urbanismo

Em seis meses, com a crise que por ai anda, não devem abundar os licenciamentos nem as obras particulares, mas o licenciamento ficou mais difícil no município, claro que existe sempre a desculpa do Dec Lei, mas eu detesto este tipo de desculpas.

O atendimento neste sector é bom, informa bem, explica bem, mas no fim saímos de lá e já nos esquecemos da parafernália de informação condensada.

Eu que já ando nestas lides á algum tempo tenho alguma dificuldade em aceitar que num município tão pequeno se proceda para uma obra de ampliação de uma marquise com os mesmos requisitos que para uma obra de um centro cultural.

Penso que esta área de actuação está a prejudicar em muito o já sacrificado sector da habitação.

E o PDM?

E a tal reunião com os técnicos e agentes do sector do conselho?

Uma palavra final para o mau aspecto que as ruas do conselho e principalmente a estrada que vai para o Outeiro, apresentam agora que a primavera está a chegar.

 

Ambiente e Saneamento Básico

Aqui apenas posso salientar a cooperação municipal com o grupo de Viana do Limpar Portugal e da passagem de um carro especializado que limpou que se fartou as ruas de Viana, sem esquecer umas árvores que se foram plantando, esperamos pela remodelação das redes de Viana.

 

Por fim uma palavra para a Junta de Aguiar, que é a que posso avaliar.

Aguiar está mais limpinha.

 

Se pudesse avaliar como o Marcelo Rebelo de Sousa daria um 10 de 1 a 20, o que eu noto é que o empenho é notório, no entanto algumas áreas como a da Habitação, Ordenamento do Território e Urbanismo que têm um peso maior num município não estão a acompanhar as outras e estas por si só não trouxeram quase nada de novo.

Não há projectos novos em execução, não se sabe nada acerca do PDM nem do Plano Estratégico. Enquanto se fala no Paço dos Henriques e no centro Escolar de Viana, nada se diz sobre Aguiar.

A informação continua a ser mal tratada, tanto na imagem visual como nos conteúdos e os blogues continuam em grande parte a ser o veículo da informação. Quem está agora na Câmara é a lista do PS, eleita maioritariamente pelo povo do concelho, e são estes eleitos que têm de provar que vão fazer melhor. A CDU foi até há seis meses e isso já foi notícia noutros tempos.

O presidente Bengalinha Pinto, destaca-se notavelmente nas suas áreas de actuação em relação aos outros.

Mas isto é só uma opinião.

12 comentários leave one →
  1. Abril 15, 2010 10:58

    Um semestre à rasquinha, mas esforçado e bastante empenhado em fazer mais e melhor.
    Como diz o ditado, faz mais quem quer do quem pode. Ou será querer é poder?

  2. JOANA permalink
    Abril 15, 2010 12:38

    Uma opinião:

    Nas férias das crianças a oficina da criança não devia fechar ou
    deviam arranjar alternativas. Por ex: Pôr alguem a trabalhar com as crianças nem que fosse na biblioteca.

    • Anónimo permalink
      Abril 15, 2010 13:51

      Por exemplo sempre davam trabalho á Amelia e á amiga!! e faziam serviço publico!!!

  3. anonimo permalink
    Abril 15, 2010 15:45

    tou de acordo em relação á Oficina da Criança fechar a maioria dos dias nas férias! que é quando os pais mais precisam, para onde vai aquela gente, ou tb tão de férias? Em relação ao trabalho dos nossos “governantes” estamos melhor, mas podiam fazer mais!

    • ze da fisga permalink
      Abril 17, 2010 21:05

      Atão tu achas cos outros nã têm dirêto a férias?

  4. Anónimo permalink
    Abril 15, 2010 19:46

    Morais concordo inteiramente contigo quando dizes que a informação da camara não funciona. O trabalho que aparece é mediocre e apesar das paletes de cartazes que se amontoam nas montras dos estabelecimentos, que já se recusam a receber mais, a qualidade deixa mesmo muito a desejar. É falta de jeito da pessoa que os faz? falta de profissionalismo? ou completo desconhecimento do que está a fazer?
    Quanto ao cartaz do 25 de Abril e da romaria o melhor é seres tu a fazer, porque até á data ninguem sabe nada. Será que a programação sai depois das festas?

  5. Anónimo permalink
    Abril 15, 2010 20:31

    A jornalista passa os dias sem fazer nenhum, mais valia que trabalhasse para justificar o chorudo ordenado.

  6. Anónimo permalink
    Abril 16, 2010 18:23

    Se possível faz também uma avaliação só relacionada com Aguiar.
    Obrigado.

  7. Anónimo permalink
    Abril 16, 2010 18:40

    Luis queres com isso dizer que para ti estão ao fim de seis meses no fio da navalha.

    • Abril 16, 2010 19:07

      Não. O que quero dizer é exactamente o que escrevi.

      Gostava de ouvir a sua opinião também.

  8. Anónimo permalink
    Abril 16, 2010 18:45

    Não é possível em Aguiar ser criada uma Oficina da Criança?

  9. Anónimo permalink
    Abril 17, 2010 20:03

    A oficina da criança sempre foi foi dado neste terra pelos seus antepssados com o seu suor sofrimento e lagrimas …

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: