Saltar para o conteúdo

a ver passar pópós

Junho 10, 2010

Deve estar a começar a garraiada ali atrás no campo da bola, mas está frio e eu não sou muito de garraiadas. Por isso deixei-me estar aqui a ouvir o “amused to death” do Roger Waters, já passei uma vista de olhos pela blogosfera que ainda bate o coração aqui no concelho, e sinceramente, deu-me sono.

O Estevão ainda pensa que é o presidente disto tudo e que o pessoal está com saudades. Os tipos do Portanto Pá procuram os erros gramaticais, as frases mal construídas, as virgulas e os pontos, mas para escreverem alguma coisa que tenha interesse, vai lá vai. O Finezas, finou e acena com bicicletas em vez de acenar com selins confortáveis não vá algum ciclista rebentar uma nalga quando passarem aqui pelo concelho. O Polvorosa perdeu o pio e está mais cor de rosa que nunca, já só falta dizer que também vai engolir o Alegre enquanto espera pelo resultado do concurso “pra cambra”. O Alcáçovas dá bola, Cidade Agar vê pópós passar para Alcáçovas, o resto ou morreu ou está em coma e eu lá vou fazendo a parte merdosa que teve uma fase inicial que foi ajudar a mudar e agora uma diferente que é fazer com que essa mudança aconteça. E embora por vezes sinta que é impossível, outras vezes acho que ainda é possível, claro que “deja vus” como a Festa da Primavera não ajudam em nada, tal como sessões de esclarecimento para inglês ver, ou como seja o caso projecto de regeneração urbana do centro histórico de Viana que me levanta todas as duvidas possíveis pelas mais variadas razões.

Dia 19, enquanto se vai inaugurar a praia em Alcáçovas, em Aguiar continuarão a passar carros, o José Luis vai fotografando e o Costa da Silva fará o absequio repostar no Alcáçovas, o reformado Estevão vai pensando que está a capitalizar tal como pensou que ia ganhar nas ultimas eleições, o Finezas abate mais um ou dois comunas ao som do gladiador, qual Oliver Stone, o Polvorosa posta restos do cordão umbilical do Mário Soares ao mesmo tempo que traça o perfil sociológico de um povo a sair da recessão pela mão do pai Sócrates, eu mando-o mamar no cú num comentário anónimo, depois de me ir peidar ao portanto pá, entretanto alguém me ameaça no Peixe Banana porque eu acho que quem lá estava pouco fazia  e quem lá está pouco está a fazer por uma única razão, está a tentar fazer igual e assim não dá Pá!

Hoje quando vinha para casa dei-me conta que já estou a gastar o ultimo isqueiro da campanha autárquica, convenientemente raspado do lado em que ostentava o símbolo do PS, conservo ainda o nome do Bengalinha em bom estado e não vá o diabo tecê-las vou guardá-lo na estante enquanto ainda tem gás.

Vamos embora Bengalinha, a gente já viu que fazes melhor que o Estevão, agora queremos ver se fazes diferente.

6 comentários leave one →
  1. Anónimo permalink
    Junho 10, 2010 21:25

    As pessoas queria mudança, por isso votaram, forte e feio, nisso mesmo. Será possível fazer omeletas sem partir os ovos? Não, então porque continuam a insistir?

  2. olhovivo permalink
    Junho 10, 2010 22:23

    Aí está realmente o grande problema, não se fazem omeletes sem ovos, por muita vontade que se tenha…

  3. Anónimo permalink
    Junho 11, 2010 19:01

    Peixe Banana. Falas, falas, falas e não sai nada. Já pensaste com o que é que contribuiste em todos estes anos para o desenvolvimento do Concelho? ZERO. As coisas na generalidade estão piores agora do que há um ano atrás, e tens reconhecido isso na apresentação de links mas continuas a dizer que preferes o Bengalinha ao Estêvão. Tanta polémica com projectos que estavam e não estavam e agora é tudo á porta fechada. Onde está a participação da Sociedade Civil? Agora não criticas os tachos de Potes Pacheco e companhia, os novos chefes de divisão, os acessores e secretárias,o por na prateleira quem não é da mesma cor politica como se fazia no tempo do fascismo? Aqui em Aguiar que passos se deram para a construção do Pavilhão? E da sede dos grupos? E o famigerado PDM agora já não está fechado na gaveta? E o arranjo do campo de futebol? E a legalização do mesmo? E a Zona Oficinal que vocês tanto pregoaram? As casas de banho junto ao tanque estão fora do alinhamento da Rua mas estão executadas. No recinto da Cooperativa joga-se á malha com arranjos executados. O ringue está de pedra e cal, bem como o Jardim. O loteamento do Poceirão e o que lhe é adjacente são uma realidade. Serviram para fixar pessoas. O lar de 3ª idade é uma realidade também com incentivos da Câmara nomeadamente n cedência de lotes a baixo custo. As Rotundas e ordenamento de transito é uma realidade em Aguiar. A Creche, a Sede da Junta, as Romeirinhas, a Casa Murtuária, o arranjo das Igrejas,a cedência de verbas para arranjo do campo de futebol e respectivo muro, a pavimentação de azinhagas, o loteamento da Anta, a compra de terrenos para ampliação da escola, a sede para os grupos, pavimentação de azinhagas, a verba de 16 mil contos para a creche em Aguiar a qual ainda não teve sequência, o alargamento do cemitério a ETAR, a novs conduta Viana Aguiar, os alcatroamentos diversos, o arranjo da zona do rossio, o apoio aos grupos e associações, a festa da Primavera, a legalização do terreno da cooperativa, e das casas pré-fabricadas, a abertura da biblioteca etc etc etc.

    Pois pensa bem nisto banana. A obra fica e as pessoas reconhecem-na. Por isso é que tens muitos amigos aqui em Aguiar. Só sabes criticar e nada fazes.

    • Junho 11, 2010 19:58

      Definitivamente já contribui mais a custo zero do que muitos que já cá andam há muito tempo, no entanto não me ando para ai a vangloriar por essa razão, quem lá está tem mostrado muito mais abertura do quem lá esteve, embora reconheça que há ainda muita coisa a melhorar.

      A verdade é que critico sempre que me apetece (normalmente assuntos relacionados com questões publicas), faço-o no meu blogue e deixo os comentários abertos para cada qual poder rebater. Estranhamente a critica não afecta tanto o actual executivo como afectou o executivo ao qual você pertencia e pertence, por uma simples razão, neste executivo existe espaço para a critica. E eu sei do que falo porque sou um critico em relação a alguns assuntos que tenho debatido aqui no blogue que dizem respeito à gestão deste executivo, inclusivamente não me sinto alinhado em muitas soluções, fiz parte da génese e estive presente em quase todos os momentos da candidatura do Bengalinha, mas isso não faz de mim um conformado inútil.

      Eu não sei o que vai ser feito em Aguiar, certamente que faço questão de ver alguma obra estruturante aqui durante este mandato caso contrario seria o primeiro a falar no assunto.
      Em relação à obra que está feita em Aguiar, só tenho a dizer que em alguns casos não houve qualquer planeamento, Aguiar tem o básico, e não foi tratada com qualquer dignidade durante tantos anos.

      A verdade é que o que você diz que foi feito, existe na realidade, mas não passa disso mesmo, grande parte dessas coisas existem, mas não brilham e nunca vão brilhar porque não foram feitas com o cuidado que a Vila de Aguiar merece.

      Em relação ao fazer, estou ao dispor, como sempre estive.

  4. Anónimo permalink
    Junho 11, 2010 19:13

    Olha lá vianense durante 16 anos poderiam ter feito mais não achas

  5. Anónimo permalink
    Junho 13, 2010 09:06

    ja agora que horas são?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: