Skip to content

Tranquilamente

Agosto 26, 2011

por FERNANDA CÂNCIO  Hoje no DN Opinião

 

Fevereiro de 2009, Braga. A PSP apreende, por “obscenos e pornográficos”, livros com a imagem de um sexo feminino na capa. O facto faz parangonas; não há bicho-careta que não entoe loas à liberdade de expressão – então, como até recentemente, promovida a desígnio nacional (Madeira excluída, claro). É que a capa dos livros é A Origem do Mundo, óleo de 1866 do francês Courbet cuja primeira exibição pública só ocorreu em 1988, tal o seu potencial escandaloso. É pois de “uma obra de arte” que se trata; como podiam os polícias confundi-la com pornografia? Isso mesmo diz o juiz que avalia o caso. Já o editor e escritor Francisco José Viegas opina: “uma patrulha não tem de perceber de arte, e diante daquela exibição das coxas abertas e do sexo de uma mulher, os agentes viram pornografia pura e trataram de defender a moral pública (…) Parece que isso está nas suas atribuições, se bem que os bracarenses saibam distinguir uma página da Gina de uma pintura de Courbet, o amigo de Proudhon e de Baudelaire. A arte tem destas coisas(…) Há gente que vê sexo em tudo. Em cada moralista há um tarado profissional.”

Esta semana, o artista plástico João Pedro Vale vê cancelada a exposição que devia inaugurar a 2 de Setembro na Tranquilidade Seguros, do Grupo Espírito Santo. Ao tomar conhecimento das peças a expor, que incluíam imagens fálicas e palavras de ordem como “legalizem o sexo anal” e “a sida está a matar os artistas, a homofobia está a matar a arte”, o representante da seguradora terá perguntado a Vale “se não queria mudar para uma temática que tivesse mais a ver com os valores tradicionais da empresa”. Perante a recusa, informou-o de que a exposição não era aceite.

Não, não é inédito no Portugal democrático. Em 2005, no Museu Grão Vasco, uma exposição com imagens de nus e alusões à homofobia foi alvo de uma intervenção “suavizadora” da direcção do museu, que foi acusada de censura. E há o caso Saramago: em 1992, Sousa Lara, secretário de Estado da Cultura, vetou a participação do Evangelho segundo Jesus Cristo num prémio literário europeu, por “atacar princípios que têm a ver com o património religioso dos portugueses”.

Com Vale, a censura advém de uma empresa privada. Um privado pode decerto decidir o que expõe, mas, e descontando a hilariante invocação de “valores tradicionais” da seguradora (além do de fazer dinheiro, quais?), será sempre intolerável que a administração de um espaço expositivo diga a um artista convidado o que deve e não deve fazer. Há, porém, quem ache que tudo depende. Caso de Viegas, que em secretário de Estado da Cultura diz desconhecer “pormenores” e não comenta: “É um contrato entre um artista e um mecenas.” Pelos vistos, o moralismo só é uma tara na PSP; na Tranquilidade é tranquilo até “não perceber de arte”. Porque o sexo em vez de ser de mulher é de homem?, porque o artista, em vez de francês morto, é português vivo?, ou porque. Ah, a arte. Tem destas coisas.

One Comment leave one →
  1. Anónimo permalink
    Agosto 29, 2011 19:09

    Já que estes artistas não tem onde expor a sua arte,que tal convidá-los a expor aqui no palco em Aguiar, está montado aqui no largo principal da vila desde 5 de Agosto,seria uma forma interessante de aproveitar este mamarracho.
    Como a tenda branca também ainda está montada no mesmo local, servia como recepção para qualquer informação adicional.
    A não ser que a finalidade seja outra,como Alcáçovas e Viana tem um coreto, e Aguiar não tem, pode ser intenção da Câmara Municipal, deixar esta estrutura para colmatar essa falha.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: