Skip to content

Obrigado Mas Contrariado

Janeiro 9, 2012

Porque apoiei a candidatura do actual executivo camarário, porque tenho plena consciência do momento que o País atravessa, porque conheço o Senhor Bengalinha , como muitos, e sei que, tal como a sua equipa, está empenhado em mostrar aos munícipes que o voto de confiança nele depositado valeu a pena. Porque considero a política de terra queimada que o vereador Estêvão  pratica nada digna de uma pessoa de bem, resolvi então escrever umas linhas à volta do seu artigo: Prejudicial Para a Democracia é Ter Eleitos Que Não Zelam Pelos Interesses do Povo!

É muito estranha (e tardia) a forma escolhida este ano pelo vereador da CDU Estêvão Pereira, para nos desejar um Feliz Natal e umas Boas Festas. Longe vão os tempos em que havendo dinheiro a rodos, na quadra natalícia, todos os lares do concelho eram prendados, via telefone, com uma gravação donde a sua voz nos iluminava a quadra, com votos de boas festas. Este ano, nem uma palavrinha no blogue. Para marxista-leninista-católico e político de profissão, está mal, mesmo muito mal.

Recentemente escanhoado na Barbearia Ideal, mas mesmo assim só se mexendo “a pedido de várias famílias” mais uma vez lá dá uma, penosamente, no cumprimento dos serviços mínimos. Obrigado que está a perfilar-se para que lhe mordam as canelas e a colocar-se a jeito, contrariado mas ainda assim ainda na esperança de um “volte face”. Protege desse modo outras cartas do baralho, resguardando-as para jogadas futuras – “ estas coisas são assim mesmo”, tem que se fazer pela vida.

Diz ele que “O povo de Viana do Alentejo acreditou mesmo nas coisas que o PS e a sua lista autárquica foram afirmando.”
Gosto do “mesmo”, muito revelador. Igual a ele próprio, continua sem digerir a sua muito pessoal derrota eleitoral, para a qual arrastou também a CDU local. Em negação, teima em não reconhecer que não foi só o povo de Viana, foi a esmagadora maioria dos munícipes de Viana, Aguiar e Alcáçovas que fartos de dezasseis anos de arrogância, completa balbúrdia nos últimos oito e zero de trabalho nos quatro anos finais, que decidiram, pela força do voto, operar a mudança.

Dois anos passados sobre a eleição do actual executivo, tendo como pano de fundo provavelmente a maior crise económica e social que enfrentamos desde a Segunda Guerra Mundial, o senhor vereador imune a tudo isso pergunta:

“E agora?
Agora, basta olhar.
O desemprego é menor hoje do que era no passado? Não
A qualidade de vida das pessoas é melhor? Não
Os jovens têm politicas ativas para a sua fixação? Não
O acesso aos cuidados de saúde é melhor do que no passado? Não”

É o tradicional exercício da demagogia. Areia para os olhos, malabarismos entre responsabilidades do poder autárquico com as do poder central a fim de passar parte da carga negativa para cima deste executivo. Mais, exige em dois anos de trabalho resultados que ele próprio não alcançou em dezasseis.

E o mais estranho é que quem o pergunta é a mesma pessoa que durante os longos dezasseis anos do seu reinado assistiu, de braços cruzados, ao encerramento da Fratejo, de pedreiras, como a das Perdizes ou dos Basculantes Fadista, entre outras empresas do Concelho. Trabalhadores especializados que produziam riqueza foram transformados em “trabalhadores do estaleiro” (que o seu “amigo” Matraquilhos julga tão bem conhecer). Pactuou com os seus camaradas (e com os negócios deles), no processo de transformação do nosso Concelho num bairro dormitório de Évora. Facilitou a desertificação rural com a transformação das nossas hortas em habitações de fim-de-semana. Deixou os centros das vilas apodrecerem e descaracterizarem-se, e por aí fora. Não é justo culpá-lo disto tudo? Bem mais que as acusações que ele dirige ao actual executivo.

Daquilo que sei, da mesma forma que reconheço que o trabalho desta Câmara nem sempre tem sido o ideal, também não quero que se pense que considero mau todo o trabalho do anterior executivo. Julgo, como a generalidade das pessoas, que podemos fazer uma avaliação positiva dos dois primeiros mandatos. Aliás, isso é o normal, por norma os dois primeiros mandatos de qualquer executivo, independentemente da força política a que pertença, são sempre de grande dinamismo. O problema é que a perpetuação no poder dos mesmos elementos acaba por originar teias de interesses que levam ao compadrio e à corrupção. Uma comunidade é minimamente democrática enquanto os seus eleitores mantêm a capacidade de mudarem as suas lideranças. Felizmente, foi o que aconteceu no nosso Concelho nas últimas eleições.

“Nada é mais prejudicial para a democracia do que esta cultura de paninhos quentes em que a Câmara protege o Governo e o Governo protege a Câmara…”
Esta colagem é má fé, psicologia barata mesmo. Como se esta Câmara fosse responsável ou tivesse alguma coisa a ver com as medidas impopulares que este governo tem vindo a tomar.

Finalmente, reconhecendo implicitamente que os serviços têm sido mesmo mínimos, vem a declaração de que agora é que vai ser, agora é que “vou tentar ser mais participativo, quer nos fóruns onde pertenço quer neste espaço da blogosfera.” Vai “tentar”…

“Bem vindo para a luta, temos sentido a tua falta.”

Anonymous

 

recebido em peixebanana@sapo.pt

22 comentários leave one →
  1. Anónimo permalink
    Janeiro 9, 2012 12:32

    Encontrei este comentário na Barbearia. Como me parece muito pertinente e relacionado com este post, resolvi trazê-lo para aqui. Trata-se de uma resposta a um outro,publicado no mesmo blog, de alguém ligado ao anterior executivo autarquico, acusando elementos ligados ao actual executivo de “andarem a tratar da sua vidinha”. Aqui vai:

    É pá, eu devo ser mesmo muito estúpido: atão o que é que o ex-lider anda a fazer na Vidigueira, onde ganha para cima de três mil euros mensais acumulados à reforma, que não seja tratar da vidinha dele? O rapaz ainda não percebeu, e há-de seguramente morrer sem o perceber, que perdeu as eleições há dois anos porque andava precisamente a tratar…”da sua vidinha”, em vez de estar á frente da autarquia, dia e noite, que era para isso que estava a ser pago e tinha sido mandatado pelo povo. O outro, o das Alcáçovas, o Penetra, esse fez a mesma coisa, mas como é muito mais finório conseguiu saltar do barco ainda a tempo, como os ratos, conseguindo ser premiado com a Câmara de Alvito, uma espécie de segundo prémio da lotaria eleitoral da região. Toda a gente sabe que o mocinho quer é ser presidente da Câmara de Viana, por isso é vê-lo aqui nas cerimónias públicas e nas inaugurações, até aparece luzidio e anafado numa fotografia do último boletim municipal, na inauguração do posto de turismo no castelo. Ao princípio também ia ás Assembleias Municipais, mas parece que o Potes Pacheco o pôs com dono. Depois de ter sido simpatizante do PS e entre a sacristia e a sede do PCP, o Penetra lá vai penetrando como pode e como o deixam. Concluindo, tem sabido tratar muito bem da sua vidinha. E os “cavaleiros do betão”, o que é que andam a fazer que não seja tratar das suas vidinhas? Entre mudanças de domicilio, transmissão de bens, aquisição de andares no parque das nações, loteamentos ilegais, tudo isto caldeado por uma visita ou outra da policia judiciária, o que é que têm feito se não “tratar da vidinha”? Construíram uma escola, um museu, um hospital e ofereceram-no ao concelho? Patrocinaram, dos seus próprios bolsos, bolsas de estudo para os mais necessitados? Doaram fazendas, casas ou outros bens à Misericórdia? Não! Apenas trataram das suas vidinhas. E os outros penetras, os manos, não foram também eles tratar da sua vidinha para duas câmaras amigas, onde entraram não porque fossem os mais habilitados, os mais capazes, mas simplesmente porque eram camaradas? E o poeta, lembram-se? O indefectível defensor do ex-líder, pago com um empregozito na Câmara num serviço criado especialmente para a sua pessoa, onde batia pífias a galos o dia todo? Não era isso também tratar da sua vidinha? Porra, tenham piedade de mim e não me fodam: toda a gente anda a “tratar da sua vidinha”, essa é de resto em grande parte a natureza da vida, não é preciso ser-se psicólogo, filósofo ou poeta para se saber isso. O que me fode é que a alguns é permitido “tratar da sua vidinha”, podem fazer as tropelias e travessuras que quiserem que tudo lhes é consentido. A outros, porém, nada, népias, cai-lhes o carmo e a trindade em cima quando, legitimamente, procuram fazer o que todos fazem: tratar da sua vidinha. Bom Ano para todos e…tratem da vossa vidinha, que eu por mim vou fazer o mesmo! Daaa-se…….

  2. Anónimo permalink
    Janeiro 9, 2012 15:22

    Pela linguagem e escrita, só falta assinar peixe Banana. Tornou-se habitual estas personagens que se retroalimentam de si mesmos, se a pescadinha de rabo na boca fosse assim, comia-se a si própria, a começar pelo rabo!

  3. Anónimo permalink
    Janeiro 9, 2012 15:24

    Parece que 15 dias de avença do Baião a fa zer coisa nenhuma, pagavam os telefonemas de Natal de 4 anos de mandato!
    São opções, o bengalinha optou por pagar o favor ao amigo Baião e a outros amigos.

  4. Anónimo permalink
    Janeiro 9, 2012 18:32

    Os “favores” e os amigos já cá estavam quando o Bengalinha para cá veio. Não quero nomear nomes, mas toda a gente sabe quem são. Se não fossem esses empregados, na sua maioria inaptos para o trabalho, onde iria o PCP mobilizar militantes para distribuirem uns papelinhos uma vez ou duas por ano.
    Por isso é que é necessário pagar algumas avenças para que os serviços possam agir em certos sectores. O camarada Estêvão encheu a Câmara de clientela, na sua maioria sem qualquer tipo de critério,

    É assim que alguns dos trabalhadores e avençados têm de carregar ao colo o trabalho que os outros não sabem, nem querem fazer.

    Qunto aos telefonemas de Natal, prefiro que me telefonem da MEO.

  5. Anónimo permalink
    Janeiro 10, 2012 10:27

    Olhe que não olhe que não! Essa é uma desculpa que não cola. Em 16 anos entraram muitas pessoas obviamente mas de todos os quadrantes politicos, nada a ver com estas entradas actuais. Agora, as avenças são todas para os amigos mas essas ainda vá lá, começam e acabam. O mais grave são as entradas para o quadro de TODOS os que são socialistas ou amigos, essas pessoas vão ficar por muitos anos e quem vier a seguir vai ter que as gramar, apesar da qualidade muito duvidosa de algumas. podia falar em nomes mas não é preciso, nesta terra todos conhecem todos e admiram-se como algumas pessoas agora de repente se revelaram e ganham os concursos todos, são bons a fazer tudo, espectaculo.
    E a malta acredita, pois claro!
    Eu gostava de receber um telefonema de boas festas, não era bom nem mau, mas eu gostava.

  6. Anónimo permalink
    Janeiro 10, 2012 15:05

    Começando por cima, explique-me lá então, por exemplo, quais foram os critérios que levaram a pôr a andar, logo no inicio do primeiro mandato do antigo presidente, o arquitecto Jorge Pires e a admitir o (dizem que é uma espécie de arquitecto), Pedro Andrade e Silva?
    -Porque é um bom arquitecto? Ou terá sido porque precisavam de alguém que assinasse de cruz todas as ilegalidades e actos de gestão danosa que foram praticando nos dezasseis anos que por lá andaram a gastarem alarvemente o nosso dinheiro e a engordarem o défice?
    -Porque é um excelente profissional? Ou porque precisavam de um operacional para fazer a ponte entre Concelhia e a Câmara Municipal, naquela miscelânea em que não se percebia onde começava uma coisa e acabava a outra?
    E quem vai pagar os anos de trabalho necessários para desenlear os problemas herdados? Nos casos que continuam a ser investigados pela Judiciária estão os nomes deste e doutros bons rapazinhos, que fizeram as delícias dos cavaleiros do betão e destruíram o que restava do Partido Comunista de Viana, essa é que é a verdade!
    Este executivo nunca terá oportunidade de colocar nem um décimo dos boys que o pseudo partido comunista local colocou na Câmara. Mais que não seja porque os tempos e as condicionantes são completamente diferentes, não há pois que meter medo com isso.

  7. Anónimo permalink
    Janeiro 10, 2012 17:28

    É triste mas é verdade! Agora só os amigos ou apoiantes do Partido Socialista tem permissão para entrar para a câmara. Os outros do antigo regime eram ruins mas lá iam metendo uns quantos infiltrados de outros partidos de vez em quando! Estes é só BOYS!

    • Anónimo permalink
      Janeiro 10, 2012 21:25

      Por favor, não abusem da nossa inteligência. As entradas são sujeitas a concursos públicos e esses têm de respeitar o que está escrito na lei. Certo? “Olhe que não, olhe que não” – já sabia que iam dizer isso – pronto, condescendo que se podem torcer um bocadinho as coisas, mas é mesmo só um bocadinho. A malta já não vai em cantigas, quando se julgam injustiçadas reclamam e ainda bem que assim é. Lembro-me quando o Bife foi preterido num concurso, reclamou e lá tiveram que gramar com ele. Tá a ver, às vezes entravam mas não era porque quisessem.

      • Tia Efigénia permalink
        Janeiro 12, 2012 10:56

        Saiu o Bife entrou uma “Bifana” Eh ehhh

    • Zé Maluco permalink
      Janeiro 10, 2012 22:01

      Essa de meterem quem não era da CDU dá-me vontade de rir….Pk não entrei eu??????

  8. Zé Maluco permalink
    Janeiro 10, 2012 22:00

    Eu cá acho que era desnecessário uma vez que depois que saiu da Câmara nunca mais me deu as Boas Festas. Era só para votarmos nele.
    Sr Bengalinha trabalhe e faça os gastos necessários (se tiver caroço) e deixe obra feita que o POVO julgará.

  9. Aguiar permalink
    Janeiro 12, 2012 03:03

    Estar o vereador Estevão Pereira ou o Bengalinha é a mesma coisa, o Estevão nada fez por Aguiar, e o Bengalinha nada faz, parece que Aguiar e as suas gentes só pertencem ao concelho de Viana do Alentejo na altura de votos porque de resto nao mereçe nada .aguiar

  10. Anónimo permalink
    Janeiro 12, 2012 09:49

    A mim dá-me todos os anos, se calhar porque acha que eu mereço.
    Tu não deves valer grande coisa.

    • Zé Maluco permalink
      Janeiro 12, 2012 23:41

      Deves ser melhor que eu certamente´. Físicamente não sou tão boa como tu ahahah,mas de massa cinzenta sou bem melhor

      • Anónimo permalink
        Janeiro 16, 2012 12:33

        Deve ser por te despejarem a cinza da brazeira dentro da cabeça.

      • Anónimo permalink
        Janeiro 21, 2012 23:57

        tiraste-me as palavras dos dedos.

  11. Revoltado permalink
    Janeiro 13, 2012 03:29

    o espaço envolvente ao depósito é uma vergonha para o povo é “o sanitário canino”, as pedras e tabuletas com os nomes de ruas umas de metal outras de pedra mas muitas já nem se nota o nome das ruas – vergonha, sanitários /paragem e centro de saude deveriam de ter melhores condições – vergonha, bengalinha nao faz nada em Aguiar, o dinheiro é todo para alcáçovas e Viana. Arrependimento de muita gente em ter votado nele, nao faz nada pela nossa terra. Estevão + Bengalinha = nao fazer nada

    • Anónimo permalink
      Janeiro 13, 2012 13:52

      Portanto Pá vocemecêses não têm Junta de Freguesia?

  12. O que queres é dar nas vistas permalink
    Janeiro 13, 2012 12:26

    Lá no saite do EP deixei uma simples precura, que ele não lhe interessou publicar. A precura incidia sobre o seu mais recente assunto, amianto no telhado da escola, que ele desconhecia, só assim percebo o seu espanto!
    Indagava eu o dito senhor há quantos anos é que lá estavam as telhas. É que parece que o problema do amianto não é assunto novo, tem pra cima de 10 anos…
    Portanto Pá não o compreendo! Ou até compreendo!

  13. Anónimo permalink
    Janeiro 13, 2012 22:40

    O Estêvão não é vereador da Câmara? Então porque não se critica a ele próprio se também lá não esteve?

  14. O que queres é dar nas vistas permalink
    Janeiro 14, 2012 15:35

    Caso tenham vagar e pachorra, deixo-vos esta frase para reflectirem durante a semana: “Porque há coisas que nunca envelhecem e momentos que são “eternos enquanto duram”.”
    Irão, concerteza, sentirem-se melhor “convosco próprios”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: