Skip to content

Ás vezes a lucidez vem do lado contrario

Janeiro 15, 2012
tags:

Acerca do post “Porque há coisas que nunca envelhecem e momentos que são eternos enquanto duram“, que remete em primeira mão para a minha caixa de comentários, muito haveria para dizer.

A campanha para o município já começou nos blogues, o tempo de discutir o indiscutível como será o caso de se mandarem culpas de lado para lado por causa da cobertura da escola pareceu-me ridícula por todas as razões, afinal grande parte dos actores ou os filhos, frequentaram as mesmas coberturas, mas culparam-se mutuamente, os miúdos que fizeram uma manif em frente ao estabelecimento de ensino, estavam lá no dia seguinte a amochar debaixo do amianto sem piar e a rir, o mundo não acabou e para o ano há mais.

Na realidade é tudo muito inconclusivo e o impacto que tem faz-me repensar no tipo de intervenção que os blogues de intervenção ou de opinião devem ter, sou por norma bastante critico, mas isso não faz de mim menos criticável nem tão pouco me retira o poder de auto analise. E o que me parece é que a critica desceu a um nível pessoal a roçar o mau gosto, por uma simples razão, está descontextualizada e eu também me incluo nesse rol.

No momento oportuno vamos conhecer os actores e poder avaliar as suas capacidades, ironizar, construir e destruir ideias. Esta guerra de trincheiras só produz muralhas que travam entendimentos.

Posso até estar errado, mas é esta a minha convicção.

As imagens do post reflectem exactamente o que penso acerca da frase que deixaram na minha caixa de correio e para que não restem duvidas, foi o melhor comentário que recebi, independentemente de onde tenha vindo.

2 comentários leave one →
  1. Anónimo permalink
    Janeiro 15, 2012 20:09

    Como sempre, umas no cravo e outras na ferradura.

    Porque há coisas que nunca envelhecem e momentos que são “eternos enquanto duram”.

    http://oblogdoestevao.blogspot.com/2012/01/bom-fim-de-semana.html

  2. Anónimo permalink
    Janeiro 16, 2012 09:03

    Entre duas minis, dizia-me um amigo meu, este fim-de-semana: “Enquanto o pessoal se entretém com as nuvens de fumo lançadas pelo amigo do poeta, o outro (o “eu nem sequer sou comunista”), vai fazendo as pessoas.” Essa é que é essa!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: